Atletas formam time de comentaristas olímpicos

Sandra e Leila (vôlei de praia), Danielle Zangrando e Daniel Hernandes (judô), da equipe Banco Cruzeiro do Sul, farão comentários para emissoras de TV

São Paulo (SP) – O Brasil terá mais do que os 277 atletas inscritos nos Jogos Olímpicos de Pequim, que serão disputados a partir deste sábado até o dia 24. São atletas que não obtiveram índices, mas estão entre os comentaristas convocados pelas emissoras de TV para uma Olimpíada paralela. Eles treinaram para dar ao País informações técnicas e específicas sobre cada um dos 28 esportes do programa olímpico. Leila e Sandra, do vôlei de praia, Danielle Zangrando e Daniel Hernandes, do judô, estão entre os atletas do Banco Cruzeiro do Sul que vão comentar a Olimpíada.

Sandra trabalha para a Globo e o SporTV, em Pequim. Leila, sua parceira, também fará dupla com ela nas mesmas emissoras, mas no Rio de Janeiro. Danielle Zangrando estará ao vivo, nas madrugadas da Globo e nas mesas-redondas sobre judô no SporTV. Daniel Hernandez fará comentários para a Bandsports.

Sandra Pires, de 35 anos, que em dupla com Jaqueline ganhou a primeira medalha olímpica em um esporte feminino para o Brasil, o ouro, no vôlei de praia, nos Jogos de Atlanta/1996, já fez comentários para a TV durante o Pan-Americano do Rio, no ano passado, em etapas do Circuito Mundial e em jogos de exibição. Ela busca o aperfeiçoamento como comentarista, o acerto na equação que tem elementos como ser clara, explicar tudo rapidinho, e ser o diferencial, sem querer roubar o espaço que é do narrador.

“Acho que minha principal facilidade é comentar sobre algo que eu gosto muito e conheço bem, que é o vôlei de praia. E a maior dificuldade é driblar o tempo, passar a informação rapidinho. E não esquecer que a função do comentarista é chamar a atenção para detalhes importantes que não cabem ao narrador”, resume Sandra. A jogadora disse que também se preocupa com a linguagem. Tenta se fazer entender pelo grande público, sem usar termos típicos da praia como ‘espetada’ ou ‘envergadura’.

Danielle Zangrando, de 28 anos, que também é jornalista, já atuou como comentarista nos Jogos Olímpicos de Sydney/2000 e no Pan-Americano de Santo Domingo/2003, pelo SporTV, e no Circuito Brasil Olímpico, pela Bandsports. “Eu gosto do judô, convivo com o esporte há 23 anos e isso me ajuda na hora dos comentários”, observou. Para Danielle, que até procurou a ajuda de uma fonoaudióloga para suavizar um pouco a voz grave, disse que o maior desafio é analisar os colegas. “Ainda sou atleta e sei o quanto é difícil chegar numa Olimpíada.” Danielle tenta não fazer críticas pessoais, mas se limitar aos comentários sobre os combates e o esporte.


Sandra e Leila

Danielle Zangrando

Daniel Hernandes

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: